Artigos

Atividade Física e Suplementos Alimentares

Atividade Física e Suplementos Alimentares

Atualmente, é comum praticantes de atividade física complementarem sua alimentação com suplementos alimentares. Até aí nenhuma novidade, o que se destaca neste cenário é o consumo em excesso de suplementos muitas vezes sem orientação nutricional, o que pode prejudicar órgãos e o organismo de maneira generalizada.

De acordo com a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), houve um aumento significativo na venda e no uso de produtos de suplementação alimentar. A preocupação com o padrão estético, o desejo do “corpo perfeito”, levam algumas pessoas à adotarem estratégias radicais nem sempre associadas à promoção da saúde e logicamente sem a orientação do nutricionista. Do ponto de vista alimentar, destaca-se o crescimento do consumo de suplementos nutricionais sem confirmação científica quanto a sua eficácia.

O intuito é obter melhores resultados e desempenho na performance física, melhorando rendimento no exercício e adequação de massa muscular.

Pesquisas afirmam que a suplementação alimentar é benéfica para pessoas que possuem uma alimentação que não atinge os níveis de nutrientes necessários, nesses casos, a complementação de algum nutriente que esteja em falta no organismo é recomendada. Entretanto, seu uso frequente e sem nenhuma prescrição médica ou aconselhamento de um nutricionista pode constituir graves problemas de saúde.

Segundo a legislação brasileira, os suplementos alimentares são destinados à atletas de alta performance, onde auxiliam a melhorar o rendimento e execução do exercício de alta intensidade.

Os suplementos são classificados nas seguintes categorias:

  • Suplemento Hidroeletrolítico: destinado a auxiliar na hidratação corporal.
  • Suplemento Energético: destinado a complementar as necessidades energéticas.
  • Suplemento de Creatina: destinado a complementar os estoques endógenos de creatina.
  • Suplemento para Substituição Parcial de Refeições: destinado a complementar refeições de atletas em situações nas quais o acesso a alimentos que compõem a alimentação habitual seja restrito.
  • Suplemento de Cafeína: destinado a aumentar a resistência aeróbia em exercícios físicos de longa duração.
  • Suplemento Protéico: destinado a complementar as necessidades protéicas.

Comentários

Você também vai gostar